Frações Financeiras 8 – NTN-B rende IPCA. O que é NTN-B? O que é IPCA?

Esse título parece grego, não é? Mas nessa confusão de letras pode estar uma ótima indicação para investimento financeiro de médio e longo prazo. A NTN-B, Nota do Tesouro Nacional série B, é um título público que rende a inflação mais uma taxa de juros. Vamos começar pelo começo.

O que mede o IPCA?

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE divulgou o IPCA de 0,08% em junho de 2012. Mas, o que exatamente mede o IPCA? O IPCA, Índice de Preços ao Consumidor Ampliado, é calculado pelo IBGE e representa a variação de preços de uma cesta de consumo de famílias com renda de até 40 salários mínimos. As pesquisas de preços são feitas em nove regiões metropolitanas do país, além de Goiânia e de Brasília.

Pesquisa de Orçamentos Familiares

Para construir a cesta padrão o IBGE faz uma pesquisa, denominada Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF). Desse modo, determina, na média, em quais produtos e serviços essas famílias gastam seus salários. Os itens da cesta são agrupados em nove categorias: Alimentação e Bebidas, Habitação, Artigos de Residência, Vestuário, Transporte, Saúde e Cuidados Pessoais, Despesas Pessoais, Educação e Comunicação.

Por que, às vezes, acho que minha inflação é maior?

Às vezes temos a impressão de que o IPCA não reflete os preços mais altos que estamos tendo de pagar. Isso ocorre porque a cesta de consumo de cada família é diferente e o índice representa a variação de preços de uma cesta média.

Regime de Metas de Inflação

Nesse regime, que o Brasil implantou em 1999, o Conselho Monetário Nacional determina a meta de inflação medida pelo IPCA e o Banco Central recebe a incumbência de alcançar a meta. É com esse fim que o Banco Central utiliza os mecanismos monetários ao seu alcance, principalmente a taxa básica de juros. O Banco Central também dificulta ou facilita o crédito para conter ou incentivar a demanda de economia.

Como sei o quanto o mercado espera de inflação?

No sítio do Banco Central existe um boletim semanal, denominado Focus, que é o resultado da expectativa que diversas instituições financeiras têm sobre a inflação e outros preços do mercado. Em 06/07/2012 o mercado esperava um IPCA de 4,85% para o ano de 2012 e 5,50% para 2013.

Quais as taxas atuais da NTN-B?

Agora que já sabemos o que é o IPCA, podemos passar para a NTN-B que rende esse IPCA mais uma taxa de juros fixa. Em Julho de 2012, a NTNB com vencimento em agosto de 2020 estava sendo negociada, no Tesouro Direto, para render IPCA mais 4,34% ao ano. Os títulos com vencimentos posteriores rendiam pouco acima de 4,50% ao ano. Lembre-se é possível vender as notas se você precisar de dinheiro antes do vencimento. O próprio Tesouro Direto oferece recompra dos títulos todas as quartas-feiras.

Para quem a NTN-B é uma boa aplicação?

Esta é uma aplicação de baixo risco de crédito, é quase zero a chance de um calote do governo em sua dívida. Além disso, se o investidor levar a nota até o resgate, não há risco de perder da inflação medida pelo IPCA. O risco que existe é a taxa de juros real, que é a taxa acima da inflação, subir nesse período e o investidor ser obrigado a vender as notas. Para ter rendimento mais alto o comprador só aceitará pagar preço menor do que aquele que o investidor pagou.

Lembremos que os juros são pagos semestralmente. E como orienta o Tesouro Direto, a vantagens da NTN-B é ter uma rentabilidade real, acima da inflação. Por isso é indicada para o investidor que deseja (1) obter um fluxo de rendimentos periódicos (cupons semestrais); (2) uma rentabilidade pós-fixada indexada ao IPCA e (3) fazer poupança de médio/longo prazos, inclusive para aposentadoria, compra de casa e outros.

Como funciona o Imposto de Renda?

O imposto de renda para as aplicações em NTNB segue a mesma regra dos outros títulos de renda fixa: 22,5% para aplicações até 180 dias, 20% para operações de até 1 ano, 17,5% entre 1 e 2 anos e 15% para aplicações acima de 2 anos. Desnecessário salientar que é preciso buscar o prazo mais longo para pagar menos imposto. E nesse caso, supondo um IPCA de 4,5 e juros de 4,34, como na nota de 08/2020, teremos um rendimento líquido de aproximadamente 78% nos 8 anos, considerando custo de 0,5% ao ano. Cerca de 25% mais que a inflação no período.

 Para saber mais veja: Frações Financeiras 4 – Você sabe investir em Títulos Públicos via Tesouro Direto? www.f2br.com/cesarlocatelli ; Tesouro Direto www.tesouro.fazenda.gov.br/tesouro_direto; Boletim Focus em www.bcb.gov.br/?FOCUS e IPCA http://www.ibge.gov.br/home .

About cesarlocatelli

Sócio Diretor da F2 Formação Financeira. Mestre em Economia e Professor de Finanças, Derivativos e Planejamento Financeiroa
This entry was posted in Frações Financeiras. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>