Frações Financeiras 10 – Como você escolhe um fundo de investimento?

Como você faz para escolher um fundo de investimentos? Vamos relembrar quais os tipos de fundos mais comuns? Vamos entender os critérios que a Standard&Poors usa para fazer seu ranking de fundos?

O que é um fundo de investimento?

O fundo de investimento é uma união de recursos, como um condomínio, captados dos investidores para serem aplicados em ativos financeiros, como títulos de bancos, títulos federais, ações e outros.

É importante saber que cada fundo é uma empresa autônoma, administrada por uma instituição financeira. Veja só: aplicar em um fundo do Banco do Brasil não é o mesmo que aplicar no Banco do Brasil. O fundo não pertence ao banco, mas sim aos cotistas. O fundo é administrado pelo banco.

O FGC garante minhas aplicações em fundos?

Não. O FGC – Fundo Garantidor de Crédito garante até R$ 70 mil que você tenha em um banco. Ou seja, é exclusivo para ativos que você tenha no banco e não em fundos.

Como a CVM classifica os fundos mais comuns?

A classificação da Comissão de Valores Mobiliários é a seguinte:

I – Fundo de Curto Prazo;

II – Fundo Referenciado;

III – Fundo de Renda Fixa;

IV – Fundo de Ações;

V – Fundo Cambial;

VI – Fundo de Dívida Externa; e

VII – Fundo Multimercado.

O que são Fundos de Curto Prazo?

São os fundos com menor risco porque tem de aplicar seus recursos exclusivamente em títulos públicos federais ou privados de baixo risco de crédito. Os títulos que o fundo de curto prazo pode comprar devem ter prazo máximo de 375 dias e prazo médio da carteira inferior a 60 dias. Desse modo, (1) emprestar dinheiro para o governo federal ou grandes bancos (2) por prazos curtos confere alta segurança ao fundo de curto prazo, mas uma rentabilidade baixa.

O que são Fundos Referenciados?

Nessa categoria os fundos mais comuns são os referenciados DI, que são aqueles que tentam seguir a taxa do Depósito Interfinanceiro (para lembrar o que é o DI veja Frações Financeiras 2). Eles devem ter, no mínimo, 80% de seu patrimônio em títulos de baixo risco de crédito e ter 95% em ativos que acompanhem o DI. veja que o fundo referenciado pode ter títulos mais longos do que o fundo de curto prazo e pode ter 20% em títulos com um risco de crédito maior.

O que são Fundos de Renda Fixa?

Eles devem ter no mínimo 80% em títulos de renda fixa. Aplicam em títulos de renda fixa pré-fixados ou indexados a índices de preços. O risco é maior do que os fundos de curto prazo e referenciados por que aplicam por prazos mais longos e estão sujeitos a perdas quando a taxa de juros sobe.

O que são Fundos Cambiais?

Nos fundos cambiais, as aplicações devem ser feitas em títulos indexados à variação da taxa de câmbio, normalmente do dólar. O mínimo é 80% em ativos relacionados à variação do câmbio.

O que são Fundos de Ações?

Os fundos classificados como de Ações deverão aplicar, no mínimo, 67% em ações. Estão sujeitos às variações da Bolsa de Valores, o que significa grande volatilidade, altas e baixas se alternam com maior frequência.

O que são Fundos de Dívida Externa?

Esses fundos devem aplicar, no mínimo, 80% em títulos representativos da dívida externa do governo brasileiro e até 20% em outros títulos de crédito transacionados no mercado internacional.

O que são Fundos Multimercado?

Os fundos classificados como “Multimercado” não são obrigados a aplicar em nenhum tipo de título em especial. Só precisam explicar, em seu regulamento, a política de investimento que seguem. Esses fundos, normalmente, correm mais risco para tentar oferecer uma rentabilidade maior. É preciso entender a política de investimentos que consta do regulamento para entender o risco.

O que é taxa de administração?

Essa taxa é a remuneração do administrador pelos serviços que ele presta para o funcionamento e manutenção do fundo como gestão da carteira, serviços de tesouraria, cálculo do valor da cota, entre outros. Geralmente, aqueles fundos que só aceitam aplicações maiores cobram taxas menores.

A taxa de administração é uma taxa fixa, expressa em uma porcentagem ao ano. A taxa incide sobre o patrimônio do fundo, ou seja, não depende da sua rentabilidade. Além disso, a taxa de administração é provisionada diariamente, assim o valor referente à taxa por um dia é retirado diariamente do patrimônio do fundo, diminuindo o valor da cota e diminuindo a rentabilidade do fundo. Uma taxa de administração alta compromete fortemente o rendimento de longo prazo para o investidor.

Como a S&P classifica os fundos?

A revista ValorInveste, publicação do jornal Valor Econômico, habitualmente traz rankings dos fundos de investimento, elaborados pela Standard&Poors. Vamos entender o que é um fundo, os tipos mais comuns e os critérios de classificação da Standard&Poors.

Para entrar no estudo o fundo precisa estar aberto e existir há pelo menos 3 anos. São cortados da lista ¼ dos fundos com menores patrimônios líquidos. Em seguida, eles são classificados conforme (1) a rentabilidade absoluta em períodos contidos nos 36 meses anteriores, (2) a rentabilidade ajustada ao risco, (3) a rentabilidade absoluta dos 3 anos e (4) a rentabilidade comparada com a aplicação livre de risco, nesse caso considerada a caderneta de poupança. É importante reparar que esse método de avaliação busca ver a consistência e o risco, e não somente se a última rentabilidade foi maior. Quando você for escolher um fundo veja se esse método da S&P não torna sua opção mais consistente.

 Ah! Se você for aplicar em um fundo de renda fixa e dispõe de recursos por mais tempo, opte por fundos de longo prazo que pagam menos imposto. A remuneração divulgada pelos fundos é sempre bruta, ou seja, não leva em conta o imposto de renda que o investidor paga.

 Se você quiser saber mais veja a INSTRUÇÃO CVM 409, de 18/08/2004, em www.cvm.gov.br e a revista ValorInveste de dezembro de 2011, ano 9 número 57.

 

About cesarlocatelli

Sócio Diretor da F2 Formação Financeira. Mestre em Economia e Professor de Finanças, Derivativos e Planejamento Financeiroa
This entry was posted in Frações Financeiras. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>