Frações Financeiras 16 – Banco BVA: o que são CCBs, FDICs, DPGEs, FGC e CDBs?

O Banco Central do Brasil decretou intervenção no Banco BVA S.A. O motivo alegado foi comprometimento da situação econômico-financeira do banco e descumprimento de normas. O banco, segundo as notícias que circulam, deve mais recursos do que tem a receber.  Quando começaram os boatos sobre essa situação, diversos clientes foram tentar reaver seus recursos. Essa tentativa, chamada de corrida bancária, termina por instabilizar ainda mais uma instituição que já sofria para tomar, no mercado, os recursos que necessitava.

As notícias, ainda preliminares, dão conta que o banco era agressivo ao emprestar recursos para empresas pequenas e médias. As CCBs emitidas por esse clientes eram vendidas para FDICs. Do total de CDBs e DPGEs emitidos pelo banco, em torno de R$ 3,8 bilhões de reais, cerca de R$ 1,1 bilhão devem ser ressarcido pelo FGC. O que são essas siglas? Vamos entendê-las?

O que é CCB?

A Cédula de Crédito Bancário é título de crédito emitido, por pessoa física ou jurídica, em favor de instituição financeira representando promessa de pagamento em dinheiro, decorrente de operação de crédito, de qualquer modalidade.

Quando uma pessoa física ou jurídica toma dinheiro emprestado no banco, ela assina uma CCB. A vantagem para o banco é que a Cédula de Crédito Bancário é título executivo extrajudicial e representa dívida em dinheiro, certa, líquida e exigível. O que torna o processo de cobrança mais ágil em caso de inadimplência.

O que é FDIC?

Um Fundo de Investimento em Direitos Creditórios – FIDC – é um condomínio, como todos outros tipos de fundos, que aplicam parcela preponderante do seu patrimônio líqüido para a aplicação em direitos creditórios.

Direitos creditórios são os direitos que o detentor tem de receber recursos por conta de operações realizadas nos segmentos financeiro, comercial, industrial, imobiliário, de hipotecas, de arrendamento mercantil e de prestação de serviços, entre outros.

Exemplo

Um banco empresta recursos para uma empresa média. Essa empresa emite uma CCB em favor do banco. Este, ao invés de manter a CCB em carteira até receber do cliente, vende o título para um FDIC. O banco deixa de ter o crédito contra seu cliente e os cotistas do fundo é que tornam-se os novos credores do tomador do empréstimo. Quando o cliente paga os recursos entram no FDIC que remunera os cotistas. Quando o cliente não paga o prejuízo é do cotista do fundo.

 

Banco BVA

Segundo o jornal Valor Econômico: “O BVA tinha quatro fundos de investimento em direitos creditórios (FIDCs), que somavam patrimônio líquido de R$ 862 milhões e contavam com 134 cotistas. Os empréstimos foram originados pelo BVA e, posteriormente, vendidos aos fundos de recebíveis, em uma prática bastante comum entre os bancos médios para captar recursos”.

O que é FGC?

O Fundo Garantidor de Créditos, criado em 1995, garante depósitos à vista, depósitos em poupança, CDBs, entre outros até o valor de R$ 70 mil por CPF.

O que é CDB?

Os Certificados de Depósito Bancário são títulos emitidos pelo bancos para captar recursos de seus clientes. esse recursos são utilizados nos empréstimos que o banco faz e em outras transações. Se o Banco BVA for liquidado, os detentores de CDBs receberão até R$ 70 mil de volta e, possivelmente, perderão o valor que for superior a esse montante.

O que é DPGE?

O Depósito a Prazo com Garantia Especial do FGC – DPGE – é um depósito a prazo, como um CDB, que conta com garantis do FGC para até R$ 20 milhões. Esse depósito foi criado na esteira da crise de 2008, com objetivo de aumentar a liquidez dos bancos médios.

About cesarlocatelli

Sócio Diretor da F2 Formação Financeira. Mestre em Economia e Professor de Finanças, Derivativos e Planejamento Financeiroa
This entry was posted in Frações Financeiras. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>